Insatisfação com a Radioterapia | WiDoctor
WiDoctor

Insatisfação com a Radioterapia

Pergunta : Roberto (Faculdade de Medicina do ABC )

Olá, Mário.

Atualmente estou cursando residência de radioterapia em um excelente serviço. Apesar disso, não estou gostando das peculiaridades técnicas da especialidade e sim da área da oncologia si. Gostaria de saber sua opinião sobre desistir da residência e realizar mais 5 anos de residência de oncologia clínica, sendo esse ano restante dedicado à estudar para o R1 de clínica médica.

Além disso, tenho outras dúvidas: o mercado de oncologia clínica tem espaço futuro no cenário brasileiro? Consigo me estabelecer em uma cidade de médio porte e ainda assim clinicar de forma satisfatória? A remuneração de um oncologista clínico é boa?

Qual sua opinião pessoal sobre a situação?

Muito obrigado,

Roberto

Resposta :

Nunca é tarde para mudarmos e correr atrás de melhores caminhos. Tem que ter coragem para, depois do sacrifício de uma ano inteiro de estudos, muitas provas e ser aprovado em um bom serviço, desistir da especialidade.

Em primeiro lugar tem que ter certeza de que não quer mesmo a radioterapia, lembrando que as atividades durante a residência de qualquer especialidade nem sempre representam o tipo de atividade que vc terá depois de terminado a residência nessa especialidade.

Parar, refletir, analisar como será a vida profissional no futuro depois da residência e se aí ainda tiver certeza de que não é isso que quer, então decida com coragem e corra atrás de novos caminhos.

A oncologia clínica representa um longo percurso, mas se for o que realmente quer, vá em frente. Alguns anos a mais podem parecer um caminho penoso, mas lembre que ainda terá muitos anos de atividade profissional e precisa estar feliz com sua escolha.

A oncologia é uma das especialidades que mais tem evoluído nos últimos tempos, já que muitos tipos de câncer passaram a ser tratados com bastante sucesso.

A clientela do oncologista (cancerologista clínico) vem aumentando bastante com a valorização  da importância que se tem dado ao diagnóstico precoce dos vários tipos de câncer, através de exames preventivos de rotina, como colonoscopia, mamografia, preventivo de câncer de colo uterino e de próstata, além da preocupação atual com o câncer de pele. A detecção destas patologias em estágio inicial faz com que a oncologia seja uma boa opção do ponto de vista mercadológico.

Como aspecto negativo para a oncologia, vale a pena ressaltar que é considerada uma especialidade “triste”, pelo tipo de paciente com que lida e com muitas patologias de mal prognóstico. Conviver com a morte de pacientes e com cuidados com pacientes terminais exige do profissional uma estrutura pessoal forte e nem todos conseguem lidar bem com isso.

A qualidade de vida do profissional é razoável, os ganhos financeiros são bons e o mercado é carente de bons profissionais.

O programa de residência médica em cancerologia clinica tem a duração de 3 anos, sendo exigido como pré requisito a residência em clinica médica.

No site da sociedade brasileira de oncologia clinica (www.sboc.org.br) vc pode encontrar mais informações sobre os serviços credenciados e sobre as competências exigidas para o profissional dessa área.

Seu sucesso no mercado de trabalho vai depender de muitos fatores, tipo sua formação técnica, resultados dos seus tratamentos, tamanho da cidade onde está, círculo de relacionamentos profissionais locais, concorrência local e o marketing que fizer.

O mercado da oncologia clínica é carente de bons profissionais em várias cidades e tende a ser um mercado em expansão pelo envelhecimento da população e maior sobrevida dos pacientes com qualquer tipo de câncer.

Uma vez bem estabelecido ( esse tempo vai variar de acordo com os fatores citados anteriormente ) e atendendo apenas pacientes particulares, se tiver em média 5 pacientes por dia, cobrando R$ 300,00 a consulta, vai ter uma remuneração mensal de aproximadamente R$ 30.000,00, fora algum emprego que tenha nos hospitais da cidade.

Sucesso

Mário Novais

Sobre Mario Novais

Médico, Professor da UFRJ, Mestrado UFRJ, Doutorado Universidade de Miami, MBA COPPEAD, Diretor do Hospital Daniel Lipp, Diretor do Hospital Barraday

© Copyright 2012-2015 - WiDoctor. Todos os direitos reservados.