WiDoctor

infectologia

Pergunta : Marcos ( Faculdade de Medicina de Itajubá )

Primeiramente, parabéns pela iniciativa ela é de muita ajuda para nós estudantes. Me interesso muito por infectologia e Gostaria de saber as perspectivas de mercado para o infectologista, como é sua atuação no consultório, qual o perfil dos pacientes e remuneracão. Além disso, gostaria de saber se é interessante que esse profissional faça uma residência médica em medicina intensiva, área que tenho muita afinidade e interesse, já que a infectologia é um dos pré-requisitos.

Resposta :

A infectologia foi uma das especialidades que mais progrediu em termos de status nos últimos anos. Anteriormente rotulada como especalidade que tratava somente de doenças raras e crônicas como esquistossomose , calazar e doença de chagas, com o aparecimento da AIDS e novas doenças como Influenza H1N1, dengue, zica…, evoluiu para um aumento significativo da clientela.

Além disso, desde a morte do presidente Tancredo Neves, vitima de infecção hospitalar, passou a ser exigido dos hospitais a criação das comissões de controle de infecção hospitalar com normas rígidas de funcionamento, abrindo um mercado interessante em termos de consultoria para os profissionais dessa especialidade.

O mercado ainda é carente de profissionais, tanto na área de consultórios como nas solicitações de pareceres em pacientes internados em aptos, enfermarias e unidades de tratamento intensivo.

Esse é o principal mercado em cidades grandes ( consultórios próprios que até independem de convênios porque lidam com casos especiais, centros de saúde, pareceres em pacientes internados com infecções resistentes e consultoria na organização e acompanhamento de CCIHs )

No momento, a epidemia de Dengue e Zica em varias cidades tb estimula o mercado de infectologia.

Em cidades do norte do Brasil, o controle de doenças como febre amarela e malária tb é um mercado promissor para esses especialistas na área de saúde publica principalmente.

Pela AIDS, pelas novas doenças infecciosas que vão continuar aparecendo periodicamente, pelas CCIHs e pelo consequente aumento rápido da clientela, a DIP passou a ser uma das melhores especialidades do momento.

A residência médica em infectologia tem acesso direto e duração de 3 anos, sendo o primeiro ano na clínica médica, e os outros 2 na especialidade.

Se você está decidido pela infectologia, deixe para pensar em fazer ou não uma formação posterior em medicina intensiva, somente quando estiver terminando a residência de infecto.

A remuneração na área é ótima e depende principalmente da cidade onde se está trabalhando e também do círculo de relacionamentos que o infectologista conseguir manter , já que a maioria dos seus pacientes serão provenientes de outros profissionais da área médica.

Sucesso

Mário Novais

Sobre Mario Novais

© Copyright 2012-2015 - WiDoctor. Todos os direitos reservados.